• Nathalia Santos

Jornada de trabalho VS produtividade


Trabalhar para viver ou viver para trabalhar? As situações vividas nos últimos anos trouxeram um novo modelo de rotina para a sociedade, o modelo de trabalho home office a redução nas cargas horárias tudo isso contribuiu para que os profissionais começassem a valorizar a qualidade de vida pessoal, e esse comportamento reflete diretamente na vida profissional também.


Empresas nos Emirados Árabes, Reino Unido, Islândia, Escócia, Suécia e Bélgica começaram a testar esse novo modelo, que segundo pesquisas do instituto Jeffries, 80% dos trabalhadores desejam uma jornada semanal de 4 dias e afirmam que não teriam pedido demissão dos seus antigos cargos se trabalhassem com esse modelo. Também, já foi comprovado que a redução do horário de trabalho não impacta na produtividade, muito pelo contrário, uma vez que o funcionário consegue organizar melhor a sua rotina e não vê o trabalho como uma obrigação que o afasta da vida pessoal.


Mas, e no Brasil como fica a jornada de 4 dias?

A legislação do País estabelece uma jornada de até 40 horas semanais, porém não é uma obrigação e cada empresa ajusta de acordo com as demandas dentro dessa proposta de carga horária. No Brasil, o modelo hibrido/home office se tornou muito popular devido ao período da pandemia, e muitas empresas se tornaram mais maleáveis em relação a horários prezando pela entrega não pelo tempo de uma pessoa dentro do escritório, com isso a noção do trabalho em 4 dias semanais pode não ser uma realidade tão distante.

4 views0 comments